História

A Imprensa Oficial do ES

A história da Imprensa Oficial do Espírito Santo (DIO/ES) começou a ser escrita em 23 de maio de 1890, com a circulação da primeira edição do Diário Official do Estado Federal do Espírito-Santo. Período de transição da Monarquia para a República, o Diário Official foi criado em uma época em que Vitória ainda era uma cidade sem energia elétrica e água encanada. Casas e ruas eram iluminadas à luz de lampião, velas e tochas. Já a água, era proveniente das nascentes da Fonte Grande, da Capixaba, da Lapa, do Vigia e dos poços artesianos. A circulação na cidade era feita por bondes e a arrecadação do governo era por quilograma de produtos, como café, toucinho, peixe salgado, fumo etc.

 Foi neste cenário que o então governador Affonso Cláudio de Freitas Rosa, criou a publicação, a segunda mais antiga do país, ao editar o Decreto nº. 14, de 20 defevereiro de 1890. Apesar de passado mais de um século, o objetivo da publicação é o mesmo até hoje: divulgar os atos dos poderes constituídos: Executivo, Legislativo e Judiciário.

Ao longo de sua história, o Diário Oficial ganhou nomes diversos, foi impresso em gráficas particulares e controlado por órgãos públicos distintos. Também chegou a ter sua circulação suspensa por motivos políticos, administrativos e técnicos. Além disso, a sede da Imprensa Oficial do Espírito Santo, que é a autarquia responsável pela impressão do Diário Oficial, também foi modificada por diversas vezes e até passou por um incêndio em novembro de 1939, com quase todos os equipamentos e documentos destruídos.

A volta por cima veio com o esforço contínuo de seus servidores, que mesmo com todas as dificuldades sempre lutaram para manter a instituição viva. E eles conseguiram! Hoje, com mais de 120 anos de atuação, testemunhando e registrando o cenário político e econômico do Estado, a Imprensa Oficial do Espírito Santo é uma das mais modernas e eficientes do país.


Modernização

O investimento em novos equipamentos para parque gráfico da autarquia permitiu a diversificação dos serviços prestados pela Imprensa Oficial do Espírito Santo. Atualmente, além da impressão do Diário Oficial do Espírito Santo, o DIO/ES oferece produtos em policromia de alta qualidade, como fôlderes, capas para pastas, blocos de notas de serviços, cartazes, entre outros, realizando serviços gráficos para diversos órgãos públicos estaduais.

Com a aquisição do CTP (Computer to Plate), que realiza um processo computadorizado de gravação das chapas na impressão offset, o DIO/ES extinguiu de vez o uso de fotolito, tornando a produção muito mais rápida e quase sem desperdício. Somente para ter uma ideia, o processo via fotolito, um trabalho de gravação que levaria cerca de 4 horas, hoje é feito em menos de 10 minutos. Isso sem levar em conta a economia com o fim dos custos do fotolito, cerca de R$ 100 mil anuais.

A Imprensa Oficial do Espírito Santo dispõe ainda de um Print Center Digital equipado com três modernas impressoras, sendo duas para impressão colorida (Konica Minolta) e outra P&B (Océ). Os equipamentos permitem um volume de impressão elevado, garantindo muito mais agilidade à realização dos trabalhos, além de qualidade muito superior.


Interatividade

Seguindo uma de suas principais premissas, a transparência, a Impressa Oficial do Espírito Santo está sempre em busca de novas tecnologias que permitam ao cidadão acompanhar mais de perto as publicações do Diário Oficial. Por meio deste portal, na seção de “Consultas”, o internauta tem à sua disposição a edição completa a partir da zero hora do dia publicação, com a possibilidade de busca via palavras-chave e a pesquisa agendada, na qual o conteúdo cadastrado previamente é encaminhado via e-mail sempre que for publicado.

Outra facilidade é o ES NA PALMA DA MÃO, um aplicativo do Governo do Estado para dispositivos móveis com plataformas Android e IOS (iPhone e iPad), que permite muito mais que o simples acesso às edições do Diário Oficial. Por meio dessa ferramenta, o cidadão também ganha mobilidade e interatividade, com a possibilidade de fazer pesquisas e compartilhamento de informações do Diário Oficial em qualquer lugar do mundo.


Incentivo à Cultura

A Imprensa Oficial do Espírito Santo também se dedica a disseminar a cultura capixaba. Por isso, em 2011 criou o Caderno D, revista com periodicidade bimestral, que lança um olhar apurado sobre a cultura do Espírito Santo, sempre trazendo informações históricas e atuais sobre arte, música, dança, entre outros temas. Neste site é possível conferir de forma interativa todas as edições, desde a primeira a ser lançada, com uma ferramenta que permite folhear as revistas digitalmente, tornando a leitura virtual muito mais agradável.


Sede própria

O DIO/ES em um espaçoso prédio na Avenida Beira Mar, em Bento Ferreira, Vitória. A sede própria foi conquistada em 1971 e recebeu o nome do jornalista Orlando Bonfim Júnior, desaparecido durante o Regime Militar. Hoje, com o parque gráfico ampliado e climatizado, a autarquia dispõe de salas amplas e arejadas, refeitório, auditório, recepção e fachada espelhada. Conta ainda com sala de atendimento direcionada para aqueles que desejam fazer consultas presenciais às edições do Diário Oficial.

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard